Na memória

outubro 15, 2009 at 9:22 pm 2 comentários

Em meio a trabalhos de sociologia, pesquisas de ética, livros de psicologia e provas de teoria da imagem resolvi esquecê-los por um tempo, sabendo muito bem que os minutos que gastarei aqui serão muito mais bem gastos – por mais que eu realmente precise estudar pra prova de teoria da imagem.

Não falo mais com eles há algum tempo. Acho que pelas contas já vai fazer um ano. Na última vez que pus meus olhos neles eu estava machucada por dentro e por fora, me sentindo uma estranha no ninho e desesperada com as provas que estavam por vir.

Mas eles me receberam do mesmo jeito, com aqueles sorrisos e questionamentos sobre a minha vida, o que eu andava fazendo, se estava feliz…

Nada tinha mudado desde que me formei (no longínquo ano de 2007), para mim eles ainda eram meus professores, aqueles que me conheciam como ninguém, sabiam das minhas fraquezas e dos meus sonhos.

Foi a Bia, minha professora de gramática, que disse certa vez que tinha certeza de que eu ia gostar do “Diário de Anne Frank”, livro esse que começou a instigar o desejo de ser jornalista. Foi ela também que vibrou quando eu lhe trouxe o primeiro exemplar de jornal – de bairro – com uma matéria minha.

Como esquecer do querido Airton, professor de física, que em dias de entrega de prova as dobrava ao meio como uma piada fraca – mas que nos fazia rir gostosamente – de que assim nossa nota ia dobrar também. O imenso discurso que ele – então paraninfo da minha turma – fez na colação de grau ainda passeia pela minha mente as vezes.

E o professor de biologia, Hélvio, com suas folhas gastas e suas transparências fracas, que um dia me salvou de ter que ir a pé pra casa com uma carona agradável.

A querida Patrícia, professora de química, com suas fantasias de Halloween, histórias das mais diversas e sempre com um conselho quando eu mais precisava.

O amado Júnior,professor de inglês (que já ganhou esse post aqui).

A louca Odete, professora de literatura, que subia nos tamancos e mordia a língua para não usar palavras de baixo calão na sala de aula.

A lista fica ainda maior se eu for incluir os professores queridos do cursinho. A Vera, professora de geopolítica, sempre bem informada. O Tom, de geográfica natural, que recebia gritos de “lindo” quando entrava na sala. Tinha também o Fernando e o Dayli, dois amáveis professores de história, que me deliciavam com suas aulas – e que quase me fizeram trocar jornalismo por história. É preciso citar também o querido Fazolli, que sempre vinha me perguntar que livro eu estava lendo dessa vez enquanto tentava me ensinar um pouquinho que fosse sobre matrizes e determinantes…

Tenho certeza que esqueci de vários no meio dessa lista. Lista essa que foi feita de última hora como homenagem ao dia deles. Mas eu não podia deixar de tentar transferir um pouco das alegrias que eles me fizeram sentir ao longo de todos esses anos de estudo.

Quando olho para trás não vejo motivo para reclamar deles, todo tinham seus defeitos, mas eles fizeram parte dos melhores anos da minha vida. E é desse jeito, sem as aulas chatas, que eu quero que eles fiquem na minha memória. Eles, as pessoas que contribuíram para eu ser o que sou hoje. Meus professores. A todos vocês, aqui vai o meu obrigada!

Anúncios

Entry filed under: Especiais. Tags: .

Ordem na casa! Vingança? Bingo!

2 Comentários Add your own

  • 1. Cláu  |  outubro 15, 2009 às 9:55 pm

    Ah, que bonitinha. 🙂
    Anne Frank é especial. Não me deu vontade de ser jornalista, me deu vontade de ser escritora. (E ela nasceu no mesmo dia que eu, oi, bizarro! o-O) Então vá ler! 🙂

  • 2. Luciana  |  outubro 17, 2009 às 8:36 pm

    é bom cv com professores!
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Quem?

Paulistana facilmente encontrada perambulando pelos números da Rua Piauí nos horários comerciais. Nascida no ano de 1990, o que me poupa trabalho de atualizar e fornece a você a oportunidade de mexer com números! Começando a exercer a função de bixete e virando foca!

Today is…

outubro 2009
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Na cabeceira da cama…

Meg Cabot - Tamanho 44 Também Não É Gorda

Hey Twitter

  • RT @delucca: Temer é delatado em crimes seríssimos. Aécio é delatado em crimes seríssimos. O nome ou a foto de algum deles está na capa da… 1 month ago
  • RT @delucca: A imprensa está voltando a estampar o Lula na capa de seus sites, e vai tirando Temer e Aécio do foco. Os cheques estão começa… 1 month ago
  • Hoje é um daqueles dias em que eu preferia ficar em casa ouvindo os áudios do Temer a ter que colocar meus pezinhos na rua e ir trabalhar 1 month ago
  • RT @joaoluisjr: gosto muito da discrição dos caras da jbs - temer, me fala aqui como você tá - q? - fala da lava-jato - como? - CRIMES, ME… 1 month ago
  • RT @joaoluisjr: muito divertido o jornal nacional tentando transcrever diálogo do aécio "então FALA UM PALAVRÃO ele vai OUTRO PALAVRÃO e a… 1 month ago

%d blogueiros gostam disto: